«Writing on an LGBT blog, Daniel Villarreal said: “I and a lot of other people want to indoctrinate, recruit, teach, and expose children to queer sexuality AND THERE’S NOTHING WRONG WITH THAT.”»

“Os problemas não se resolvem: apenas passam de moda” — Nicolás Gómez Dávila
Quando os bolcheviques tomaram o poder de assalto na Rússia através do golpe-de-estado de Outubro de 1917, tentaram criar o Homem Novo, seguindo as indicações de Karl Marx que escreveu nas “Teses Sobre Feuerbach” :
“A teoria materialista da mudança constante das circunstâncias e da educação esquece que os homens fazem mudar, eles próprios, as circunstâncias, e que o educador necessita por sua vez de ser educado.
Há pois que distinguir na sociedade duas partes, uma das quais se encontra colocada por cima dela.
A coincidência da mudança das circunstâncias com a mudança da actividade humana, ou com a mudança dos próprios homens, só pode conceber-se e entender-se racionalmente como prática revolucionária.”
Ou seja, Karl Marx acreditava que o fundamento da natureza humana poderia ser alterado por via da endoutrinação das crianças e pela "reciclagem" dos professores, nomeadamente no que diz respeito à religião — e os bolcheviques levaram as orientações marxistas muito a sério.
Volvido meio século, a URSS caiu; e o que vemos hoje? Vemos o retorno em massa do povo russo à religião cristã ortodoxa.