A pré-candidata à prefeitura de São Paulo pelo PPS, Soninha Francine, de 44 anos, afirma que não tem medo de mostrar sua opinião e defende o uso da maconha.

A ex-vereadora promete que nas suas próximas campanhas não fugirá dos temas polêmicos como a defesa contra a discriminalização da maconha e do kit-homofobia planejado pelo ministro da Educação Fernando Haddad, provável candidato do PT às eleições em São Paulo.

Em 2001, Soninha foi demitida da TV Cultura depois de dar entrevista à revista Época e afirmar ser usuária de maconha. Caso que obteve grande repercussão e agora o assunto volta a tomar destaque na mídia.